Livro

Fios de Prata | Raphael Draccon

13:16

   

       Oi todo mundo, hoje eu vou falar sobre esse livro do Raphael Draccon que comprei unicamente por ser dele, sem nem mesmo saber do que se tratava, e bom, vamos ver o que aconteceu durante a leitura.

      É importante eu já ter contado sobre eu não saber sobre o livro porque isso fez uma diferença enorme pra mim. A história é uma espécie de releitura de Sandman, e aí está uma parte que me atrapalhou grandemente. Eu não faço ideia da história de Sandman. Sempre soube que era sobre sonhos, e só. Acontece que durante o livro, principalmente da metade pra frente, o autor cita deuses e personagens, que apesar de terem sido apresentados previamente nas duas primeiras páginas do livro, eu não fazia ideia de quem eram.

     Eu admito que existe a possibilidade de eu ter me perdido na história por ter estado dispersa enquanto lia, assim, como eu posso definitivamente não ser o público-alvo do autor, mas a verdade é que eu não fazia ideia de quem era quem em boa parte do livro. Não consegui imaginar e perceber nem metade da guerra que estava acontecendo, e isso inclusive foi o que muitas vezes me fez ficar dispersa. 

       Eu acho que muitas das partes deviam ter sido melhores apresentadas e explicadas, acho até que é uma história grande demais para um único livro. Talvez realmente se eu tivesse o conhecimento prévio, eu teria me sentido mais imersa na história, bem como saberia melhor do mundo dos sonhos e tudo o mais. Mas isso não faz sentido na minha opinião, a menos que seja avisado de forma bem clara que você só pode ler o livro, se já tiver lido outro. Eu na verdade acho que o próprio autor devia ter explicado em Fios de prata, o que era necessário para entendimento da história do livro.

     Além disso, a história tem muita relação com a Bíblia, chegando a ter citações da mesma, e o problema nesse caso pra mim é que eu realmente não entendo a ligação entre essas coisas, eu vi isso como misturar duas histórias e dois mundos completamente diferentes, o que não posso afirmar já  que nunca li Sandman, nem a Bíblia. E o personagem principal não tem absolutamente nada de interessante, além de a jornada dele pra mim ser totalmente sem uma justificativa forte. Eu entendi o final gente, entendi mesmo, mas não achei tão interessante assim. E o final dos personagens em si, pra mim foi muito aleatório.

SPOILER ( Início)


Eu soube que o Mikael voltaria pra vida normal com a Ariana desde que ele foi buscá-la, mas quando ele voltou de fato, eu fiquei decepcionada, porque eu tinha esperança de um final diferente. Não entra na minha cabeça que ele viaja além do mundo, eleva seu espírito até ele desprender do corpo, e depois volta a ficar com a namorada que ele ama desde o segundo dia que a viu. Não dá pra crer. É muita metáfora, é muito aprendizado, muito acontecimento por causa de uma coisa tão, boba. Não dá, de verdade.


SPOILER (Fim)

     E por último mas não menos importante: machismo. A primeira parte do livro, que é mais focada na vida "real" e no casal principal é tenebrosa. Eu cheguei a cogitar parar de ler o livro mais de uma vez por causa disso. A quantidade de frases que tem "porque homem" ou "mas mulheres" é enorme, tem até uma pérola no qual o Mikael fala sobre um "carro feminino" que faz baliza sozinho. Um terror. Sem contar que mais de uma vez tiveram situações no qual o ator pretendia citar a intensidade de um amor verdadeiro, e ele usava das palavras um homem e uma mulher, como se não existissem outros tipo de relacionamento. Bem triste.

    Bem triste mesmo porque uma pessoa que compra um livro só por causa do autor tem MUITAS expectativas boas por ele. Eu guardei esse livro pra ler em um momento bom. Eu realmente gosto de Dragões de Éter, mas achei bem fraco esse livro. De novo, eu entendo que eu não conhecer a história original atrapalhe, e que talvez eu não tenha lido de maneira tão concentrada, mas realmente não foi uma leitura muito feliz. Mas vamos a avaliação depois de todos esses comentários.

     Para enredo eu dou 3, é provavelmente uma história criativa, mas ela é baseada em outra, ou seja... Para narrativa eu dou 4 porque eu realmente gosto da maneira como o Raphael escreve, com núcleos diferentes, de forma que te prende na história, não dei 5 pelo fato de ser um livro só pra falar de algo muito complexo. Os personagens merecem 2, os dois principais são sem graça, e os deuses eu mal consegui separar quem era quem, eles definitivamente não foram bem trabalhados/descritos. Os pontos problemáticos merecem 2 porque foi uma bosta, mas podia ter sido pior, sempre pode ser. Expectativa X Realidade vai ganhar 3 porque eu acho que a culpa é minha de ter esperado tanto, e também por ter comprado o livro sem saber do que se tratava. E por último em experiência eu vou avaliar com 3 porque foi bem longe de ser bom, mas acho que ainda foi interessante ler o livro. O que gera uma nota final de 2,8, ou 3 estrelas. 

     Depois desse post enorme eu fico aqui, com as perguntas: Você leu esse livro e gostou dele? E você já conhecia a história? Me conta porque eu realmente quero saber. Até o próximo post.

Acesse também

0 comentários

Se inscreva

Curta no Facebook